Posso eu, ir e vir?

Padrão

 Posso eu, ir e vir?

O direito de ir e vir, que consta como direito fundamental do cidadão, está sendo, aos poucos, cassado pelas grandes corporações que investem no transporte público brasileiro.  A situação de quem usa o transporte público  no Rio de Janeiro  já está no limite , principalmente para trabalhadores e estudantes que necessitam diariamente se deslocar pela região metropolitana do Rio de Janeiro. Não faz nenhum sentido  a população   pagar pela ganância das Sociedades Anônimas ( S.A ) e dos estados vendidos ao capital especulativo e financeiro. Enquanto governo e empresários da “burguesia nacional” se gabam de terem aumentado  o salario mínimo para R$ 622,00, o trabalhador ,em contrapartida, sofre com a alta dos preços em moradia, transporte, alimentação, acesso à cultura, sem contar as constantes privatizações nas áreas da saúde e  educação, que também trasformam em mercadoria o que deveria ser fornecido com qualidade e sem custos pelo estado.

Tivemos em 2012 reajustes abusivos em todos os meios de transporte : ônibus municipal e intermunicipal,  metrô,  trens sucateados da super-via,  pedágios administrados pela CCR, perdemos o saudoso bonde de Santa Teresa, e nenhum  investimento em ciclovias e transporte alternativo é proposto pelo poder público . Dessa maneira o Estado não parece estar ao lado da população que cada vez mais é obrigada a se deslocar somente da casa para o trabalho, sem condições de exercer, em sua plenitude, o direito de ir e vir, garantido, em tese ,por nossa sociedade democrática  de direitos.

                   ( Enquanto isso….)

A mídia no país das Maravilhas

       O alto preço das tarifas em 2012 é mais uma constatação que desmascara o argumento que  Brasil é  a “sexta potência econômica do mundo” e que isso reflete positivamente na vida cotidiana dos brasileiros. Esse é um argumento falacioso criado, principalmente, pela mídia que vende a idéia de um Brasil maravilha,  com belezas naturais incomparáveis,  habitado por um povo alegre , mas principalmente, vende um país que deve estar preparado para receber turistas e mega investimentos de todas as partes do mundo. Pouco importa se famílias inteiras estão sendo removidas devido  a construção de vias para escoamento do trafego, não existe problemas em empreiteiras usarem dinheiro público para a construção de estádios bilionários  que, contraditoriamente, diminuirão a capacidade de espectadores em seus jogos. Realmente a imprensa brasileira se cala diante de tanta sujeira e corrupção. A polícia  nunca ganhou tanto dinheiro em  “arrego” como nesse carnaval carioca, os turistas deixam a cada ano milhões para o narcocotráfico e para as grandes instituições de controle social como a Policia Militar.Tudo isso infelizmente é carimbado pela grande mídia que legitima as UPP’s e a guerra as drogas, bem como o sucateamento dos servicos publicos como os transportes.

 Essas imagens a gente vê por aqui…

Codidiano no metrô do Rio de Janeiro

Acidentes e panes constantes nas Barcas S.A

Supervia não oferece condições mínimas de segurança para os usuários

Engarrafamento na Ponte Rio- Niterói

Ônibus super lotados

O próximo reajuste já  está  marcado e será o  das Barcas S.A, que faz o transporte diário de milhares de pessoas,  entre as cidades do Rio de Janeiro e Niterói. A partir do dia 1 de março a tarifa terá reajuste de 60% e passará a custar R$ 4,50. Devido a essa política equivocada de mobilidade urbana , vários setores da sociedade se movimentam para tentar barrar esse aumento. No mesmo dia do reajuste irá ocorrer uma grande manifestação em frente as Barcas S.A na centro de Niterói. Estudantes e movimentos sociais estarão juntos com a população reivindicando tarifas com valores mais baixos e um serviço de melhor qualidade.

Anúncios

Uma resposta »

  1. Pingback: Dia 1º de Março, grande ato contra o aumento das barcas «

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s